Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

FotografiaLDA

FotografiaLDA

22 de maio de 2018

Investidor do Shark Tank junta-se à SHORTCUTZ Network, uma plataforma para curtas-metragens composta por 17+ cidades internacionais e fundada em Portugal




CULTURA



Tim Vieira, conhecido empreendedor e investidor do Shark Tank Portugal, junta-se oficialmente à SHORTCUTZ Network – projeto original da LABZ (labznetwork.com). “Nunca foi tão importante como agora identificar e trazer para a frente os novos talentos das indústrias criativas e do cinema. Acredito que o SHORTCUTZ é vital para assegurar que tal acontece, principalmente numa indústria que nunca será liderada por robôs, mas sim por indivíduos talentosos e criativos. O SHORTCUTZ pode ajudar a identificar e expressar este talento para todos.”, declara o investidor. 

O SHORTCUTZ é uma rede urbana e internacional para curtas-metragens composta por sessões semanais ou mensais em várias cidades pelo mundo. Rui de Brito (CEO e fundador da LABZ) criou a primeira cidade SHORTCUTZ – Lisboa – em 2010. O SHORTCUTZ Lisboa tem sessões semanais com curtas em competição e convidados desde então, e a ele já se juntaram outras 16 cidades em 5 países diferentes e 2 continentes. Pela SHORTCUTZ Network já passaram mais de 4 mil curtas, 3 mil convidados e 53 mil espectadores.




Desta nova fase, a directora da LABZ e SHORTCUTZ Network, Carolina Duarte, afirma: “Nós trabalhamos para dar a novos cineastas, profissionais da área e cinéfilos uma oportunidade gratuita de mostrarem o seu trabalho e estamos a tentar construir um espaço de mercado totalmente inovador, que é algo que ainda não existe de facto para as curtas-metragens. O Tim Vieira vai ajudar-nos a construir uma estrutura mais forte e sustentável para conseguir concretizá-lo. Expectamos duplicar o número das cidades da nossa rede de 2 a 3 anos e tornar-nos um dos maiores programadores e distribuidores de curtas do mundo, também com a ajuda do SHORTCUTZ International Film Festival, que estamos a planear para 2020.” 


Para conseguir tudo isto, os próximos passos serão: 


1 – alargar a rede e aumentar o número de cidades 
2 – lançar a SHORTCUTZ APP para ser usada em todas as cidades 
3 – 1st SHORTCUTZ GLOBAL ANNUAL AWARDS em 2019, premiando os melhores filmes de todas as cidades da rede 
4 – lançar um novo website/plataforma de trabalho para as equipas 
5 – 1st SHORTCUTZ INTERNATIONAL FILM FESTIVAL em 2020, incluindo o 2nd SHORTCUTZ GLOBAL ANNUAL AWARDS 
6 – lançar uma plataforma VoD Mais acerca do SHORTCUTZ: A atmosfera relaxada e próxima possibilita um verdadeiro networking entre profissionais, amadores, cinéfilos e audiência. 


O SHORTCUTZ prioriza a diversidade e inclusão entre cineastas (qualquer pessoa pode mostrar o seu trabalho), a produção nacional em cada cidade e a circulação gratuita de filmes e ideias dentro da rede. 

Cidades activas: Amsterdam | Aruba | Berlin | Caldas da Rainha | Covilhã | Faro | Figueira da Foz | Figueiró dos Vinhos | Funchal | Guimarães | Lisbon | Ovar | Porto | Rio de Janeiro | Santa Catarina | Vila Real | Viseu Em preparação: Hong Kong | London | Luanda |

Quotes da indústria: 

“No SHORTCUTZ podem-se ver filmes que não se vêem… A atmosfera é repleta de gente jovem, estudantes, pessoas que querem aprender e pessoas que querem tentar atingir algo no cinema.” Realizador Joost van Ginkel [170Hz, Sand (Nomeado a Óscar para melhor Curta-Metragem de Live Action)] “Eu acho que as curtas-metragens são muito acessíveis. E nunca foram consideradas importantes o suficiente. Primeiro porque se consegue perceber bastante pelos primeiros passos de um realizador. 

São muito difíceis de fazer, é como construir uma casa muito pequena – é um grande exercício. E depois, honestamente, muitas longas metragens deviam ter sido curtas porque demoram imenso a contar uma história e fazem-me adormecer.” Actor Rutger Hauer (Blade Runner, Sin City), membro do júri do SHORTCUTZ Amsterdam.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncie AQUI

Principais destaques da semana

Copyright © Foz ao Minuto