Mais InterAções E6G falou como “Crescer em Segurança” no “Escolhas Portas Abertas” em Brenha


BRENHA


O Bairro da Fonte Nova, em Brenha, concelho da Figueira da Foz, recebeu a iniciativa “Escolhas Portas Abertas 2018”, uma iniciativa promovida pelo projecto Mais InterAções E6G, da Associação Fernão Mendes Pinto. Respondendo ao desafio do programa nacional Escolhas E6G, no dia 5 de Abril, o projecto promoveu uma formação em primeiros socorros “Crescer em Segurança” durante a manhã.




Em parceria com a Associação Goltz de Carvalho, entidade do consórcio do projecto, a acção de educação para a saúde - para saber como actuar em determinadas situações de emergência - ficou a cargo do enfermeiro Luís Seixo e da médica Helena Cardoso da Unidade de Cuidados na Comunidade – Farol do Mondego, de Buarcos. Na sessão dirigida à comunidade local foram explicadas acções técnicas e práticas de como prevenir, alertar e socorrer em caso de urgência.



Para a coordenadora do projecto Mais InterAções E6G, Sandra Maranha, “esta acção de informação de primeiros socorros foi planeada com outra entidade do consórcio - Associação Goltz de Carvalho – porque temos consciência que o volume de crianças e jovens é significativo neste bairro”. “O nosso trabalho pode passar despercebido mas quero acreditar que com a quantidade de acções que temos realizado existe uma ligação diária com esta comunidade”, referiu a técnica da AFMP, assegurando que “o projecto já faz parte da casa”.

Ao falar das parcerias, Sandra Maranha considera que as mesmas “têm sido importantes pelas experiências e pela partilha de ideias” ao longo dos últimos dois anos do projecto, considerando que “há muito ainda a fazer”, nomeadamente junto das “crianças e jovens que não estão a ser capacitadas”.

Da Associação Goltz de Carvalho, Diana Nóbrega explicou que a actividade não é só dirigida aos beneficiários do Rendimento Social de Inserção, área onde a instituição actua, mas aberta à comunidade. “Pretende-se beneficiar os factores de prevenção” para tentar diminuir os acidentes domésticos numa zona que têm muitas crianças na primeira e segunda infância, referiu a psicóloga, acrescentando que antes de ir para as urgências, a maior parte dos problemas podem ser resolvidos em casa. “Há muitos problemas que podem acontecer debaixo dos nossos olhos e que muitas mães não sabem o que fazer”, asseverou.

Na iniciativa “Escolhas Portas Abertas 2018”, em Brenha, esteve ainda presente a coordenadora responsável na zona norte, centro e internacional do “Programa Escolhas”, Glória Carvalhais, acompanhada da técnica do programa Alexandra Fabião.

Mais InterAções E6G está a ser implementado desde 1 de Março de 2016 e termina a 31 de Dezembro de 2018. 


Publicar um comentário

0 Comentários