Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

FotografiaLDA

FotografiaLDA

19 de abril de 2018

Berg no Museu Fora D’Horas: «Gostava de deixar uma marca»



CULTURA

Música, risos e sorrisos. Foram estes os ‘acordes’ do serão com Berg no no âmbito da sessão de Abril, dia 18, do ciclo Museu Fora D’Horas 2018 realizada, realizado como sempre, no Museu Municipal Santos Rocha (MMSR).




Recebido em nome da Câmara Municipal da Figueira da Foz pela vereadora Mafalda Azenha, o cantor que foi catapultado para a linha da frente dos palcos pela sua participação, e vitória, no concurso televisivo de talentos ‘Factor X’, conversou com o dinamizador Nuno Furet, da AzimuTTE Zero- Aventura e Rumos 4x4, sobre o percurso e as suas vivências no mundo da música. «Sinto algumas saudades de estar nos coros, nos back vocals», confessou. «Hoje em dia, quando muitas vezes o que se ouve nos concertos ou na rádio não corresponde à voz do cantor, é ainda mais flagrante que as melhores vozes, e as que têm melhor técnica, estão muitas vezes nos coros», explicou. 

«E às vezes é complicado gerir isso, o saber que quem está na linha da frente… enfim, é um bocadinho como aquele rapaz que jogava todas as semanas com a mesma chave no Euromilhões e, na semana em que não jogou, viu essa chave a sair… é de desesperar», admitiu. Talvez por isso, apesar das saudades dos coros, o poder da «caixinha mágica», que lhe permitiu «chegar a mais gente», tem-lhe dado «oportunidades únicas», admite. Cantar com alguns dos seus artistas predilectos é um deles. 

De talentos consagrados como Rui Veloso ou Jorge Fernando, a novos valores como Carolina Deslandes, Berg a todos teceu os mais sinceros elogios, e não esconde que é naqueles de que hoje, ao tocar apenas uns acordes, consegue obter do público uma reacção imediata, que se inspira. «Se eu tocar isto (acordes iniciais de um sucesso de Rui Veloso, que da plateia receberam, em coro, ‘Tu eras aquela que eu mais queria’....), vocês reconhecem logo. É isto que eu sonho: deixar uma marca», afirmou. Ao longo do serão, Berg interpretou diversos êxitos contemporâneos, partilhou experiências, conhecimentos e, sobretudo, o amor pela música e por uma boa conversa.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncie AQUI

Principais destaques da semana

Copyright © Foz ao Minuto