Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

FotografiaLDA

28 de março de 2018

CPCJ de Montemor-o-Velho alerta para Maus-Tratos na Infância


MONTEMOR-O-VELHO


Em Abril, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Montemor-o-Velho volta a responder ao desafio da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens e associa-se à campanha do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância.



A programação de 2018 vai disponibilizar um cartaz alusivo à iniciativa, sendo afixado nas instalações da CPCJ de Montemor-o-Velho, nas Escolas, na Câmara Municipal, no Centro de Saúde e respectivas Extensões, nas Juntas e Uniões de Freguesia, na Segurança Social, nas IPSS’s, nas Associações, nos Bombeiros e na GNR e vão ser, ainda, distribuídos flyers com a história do laço azul.

No dia 3 de Abril, às 15h30, à semelhança das anteriores edições, vai ser colocado um laço azul na fachada dos Paços do Município. Com o intuito de envolver ainda mais a população e sensibilizar a comunidade para a defesa das crianças e jovens contra os maus-tratos, a CCPJ de Montemor-o-Velho lança um desafio aos comerciantes do concelho.

Assim, a organização vai disponibilizar o cartaz da campanha para ser colocado nas montras, sendo pedido que decorem as suas montras tendo em consideração a cor azul que corresponde ao “laço azul” da campanha e que ar decorem com motivos alegres, que manifestem afectos, numa oposição aos maus tratos. Os comerciantes que aderirem ao desafio proposta pela CPCJ de Montemor-o-Velho podem ainda enviar uma fotografia das suas montras para o e-mail cpcjmontemorvelho@gmail.com, de modo a que possa ser realizada uma exposição na Galeria Municipal de Montemor-o-Velho no final da campanha.


Informação Complementar sobre a História do Laço Azul (Blue Ribbon) - disponível ao CARREGAR AQUI.


"A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A. quando uma avó, Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”.
A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica e referia-se aos maus tratos à sua neta. Pela mesma razão, o seu neto já tinha sido morto de forma brutal.  E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na protecção das crianças contra os maus-tratos. A história de Bonnie Finney mostra-nos o efeito que a preocupação de um único cidadão pode ter, no despertar das consciências do público em geral relativamente aos maus tratos em crianças, na sua prevenção e na promoção e protecção dos seus direitos".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto