Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

publicidade.fozaominuto@gmail.com

publicidade.fozaominuto@gmail.com
A melhor forma de anunciar no século XXI

FotografiaLDA

21 de fevereiro de 2018

Igualdade de Género em debate no Parlamento de Jovens na Figueira da Foz



FIGUEIRA


O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz recebeu ontem, terça feira dia 20 de Fevereiro de 2018, a Sessão Distrital – Distrito de Coimbra do Parlamento dos Jovens.



71 jovens de 17 escolas do Distrito, incluindo a figueirense Pedrosa Veríssimo, do Paião, estiveram, acompanhados de 20 professores, a discutir os seus projectos de recomendação relativos ao tema «Igualdade de Género», seleccionado para esta edição. Depois, procederam à respectiva votação para apuramento para a Sessão Nacional, que decorrerá na Assembleia da República.

A iniciativa contou, na sessão de abertura, com a presença do deputado à Assembleia da República, Luís Monteiro, e de representantes da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). O Município da Figueira da Foz, que disponibilizou todo o apoio técnico e logístico necessário à realização da acção, esteve representado pelo Vereador da Educação e Formação Profissional, Nuno Gonçalves. «Esta é uma iniciativa relevante, porque estimula a participação cívica e política dos jovens, valorizando a sua intervenção», destacou o vereador no final dos trabalhos. «O tema deste ano, Igualdade de Género, é-nos particularmente querido, porquanto o Município tem em curso um Plano Municipal para a Igualdade de Género (PMIG), que até já foi reconhecido com uma menção honrosa a nível nacional», acrescentou. O vereador saudou a correcção com que decorreram os trabalhos e o empenho colocado pelos jovens na defesa das suas propostas, bem como o fair-play com que acataram e incorporaram ideias de outros jovens. «É uma semente de democracia», resumiu.
Na cerimónia esteve também presente a Vereadora da Juventude, Mafalda Azenha, que considerou a iniciativa «louvável, porque dá resposta a uma necessidade premente da nossa sociedade e da nossa democracia, que é a de interessar os jovens pela intervenção pública e pela actividade política formal, no Parlamento», disse. «É importante que sejam motivados a participar e isso só acontecerá se perceberem que têm espaço para exprimir as suas ideias», concluiu.
O Programa Parlamento dos Jovens, aprovado pela Resolução n.º 42/2006, de 2 de Junho, é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e ensino secundário, de escolas do ensino público, privado e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa.
O programa culmina com a realização anual de duas Sessões Nacionais na Assembleia da República, uma destinada aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e outra destinada aos alunos do ensino secundário.
Educar para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política; dar a conhecer a Assembleia da República, o significado do mandato parlamentar, as regras do debate parlamentar e o processo de decisão do Parlamento, enquanto órgão representativo de todos os cidadãos portugueses e promover o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões são alguns dos objectivos da iniciativa-
A Assembleia da República, através da Equipa Parlamento dos Jovens, assegura a coordenação geral da execução do programa em parceria, nomeadamente, com o Ministério da Educação, através da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).
O Município da Figueira da Foz proporcionou ainda, a todos os professores acompanhantes, uma visita guiada ao Museu Municipal Santos Rocha.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Principais destaques da semana

Anuncie AQUI

Copyright © Foz ao Minuto