Continuidade da garraiada da Queima das Fitas na Figueira da Foz vai a referendo



GARRAIADA


A continuidade da garraiada no programa da Queima das Fitas de Coimbra vai ser referendado à comunidade estudantil, no próximo dia 13 de Março, depois de a comissão organizadora ter proposto o seu fim, divulgou a organização do evento através de comunicado.

"Para o ano de 2018, a Comissão Central da Queima das Fitas decidiu, por unanimidade, propor a abolição da garraiada como evento tradicional da festa", revelou hoje a organização daquela festa académica, referindo que, face a essa posição, o Conselho de Veteranos e a Associação Académica de Coimbra (AAC) - entidades tutelares da Queima - acordaram em realizar um referendo aos estudantes da Universidade de Coimbra sobre o futuro da garraiada.
Segundo a nota de imprensa o referendo à comunidade estudantil vai decorrer a 13 de Março, nas Faculdades da Universidade de Coimbra.
A decisão de propor a abolição da garraiada surge depois de, em 2016, a garraiada ter sofrido algumas alterações (foi retirada a lide do novilho a pé e a cavalo), face a protestos e discussão no seio da academia contra a realização do evento.
A Queima das Fitas de Coimbra realiza-se este ano de 4 a 11 de Maio.

Publicar um comentário

0 Comentários