Bem-Vindo à Foz ao Minuto, líder de audiências na Figueira da Foz

FotografiaLDA

FotografiaLDA

19 de fevereiro de 2018

Ambiente vai fazer estudo sobre transposição de areias na barra da Figueira da Foz




AMBIENTE


A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) vai fazer um estudo sobre os custos e benefícios da instalação de um sistema mecânico de transposição de areias na barra da Figueira da Foz, anunciou hoje o presidente da Câmara.


Intervindo na reunião da autarquia, o Presidente da CMFF João Ataíde disse que a APA incluiu no seu orçamento para 2018 o financiamento para estudar o sistema de 'bypass' de areias entre as margens norte e sul do rio Mondego, junto à foz, "e vão começar procedimentos para abertura do estudo".

Do lado da oposição PSD, o vereador Carlos Tenreiro congratulou-se com o anúncio feito pelo presidente da Câmara sobre o estudo do 'bypass', lembrando que o partido tem defendido que ele seja feito "com a maior brevidade possível" e questionou quando será realizado.
"Diz que vai avançar, mas nunca ficámos com uma data, um prazo e o que podia ser uma boa notícia deixa de o ser, porque ficamos sem saber quando o estudo se inicia", argumentou Carlos Tenreiro.
Tenreiro lembrou ainda que o estudo sobre a eventual implementação de um sistema de 'bypass' de areias na Figueira da Foz foi alvo de um projeto de resolução aprovado na Assembleia da República (AR), que o recomendava ao Governo. "Era para ser feito em 2017 e não aconteceu", frisou o vereador.
A implementação de um sistema de mecânico de transposição de sedimentos ('bypass') na barra da Figueira da Foz através de uma tubagem por debaixo do leito do rio - que permita levar a areia que acaba depositada a norte, naquele que é considerado o maior areal urbano da Europa, para as praias a sul, afectadas pela erosão costeira - é uma proposta defendida há cerca de oito anos pelo movimento de cidadãos SOS Cabedelo, cuja defesa acabou por resultar na recomendação aprovada pela AR.
Na reunião camarária de hoje João Ataíde anunciou ainda uma candidatura a fundos comunitários para a transposição de três milhões de metros cúbicos de areia na barra da Figueira da Foz para deposição nas praias a sul através de dragagens móveis, um investimento de nove milhões de euros, (financiado por dinheiros europeus a 85% e com a componente nacional a ser assumida em colaboração entre a Câmara Municipal e a Agência Portuguesa do Ambiente).
Fonte: TSF

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncie AQUI

Principais destaques da semana

Copyright © Foz ao Minuto