Anuncie AQUI

26 de janeiro de 2018

Município de Pombal vai vistoriar colectividades do concelho


POMBAL

Além de Pombal, também o Município de Ourém vai proceder a uma inspecção às colectividades do concelho,  na sequência do grave incêndio que recentemente matou 9 pessoas numa colectividade em Tondela,  os município anteriormente referidos, irão então proceder a inspecções, de forma reforçar a segurança das mesmas.

O conselho para esta decisão foi deitado pelos vereadores Jorge Claro (PS) e Narciso Mota (Pombal Humano), depois do Presidente Diogo Mateus (PSD) lamentar a morte das vítimas mortais no incêndio de Tondela, na última Assembleia Municipal.
«O edil revelou que vai pedir à Protecção Civil e ao chefe da Divisão das Obras Particulares que “estabeleçam um calendário para fazer a verificação dos requisitos mais essenciais em termos de segurança” numa “lógica pedagógica”, admitindo poder vir a ser o Município a suportar os custos de eventuais intervenções».
Segundo o presidente, o envolvimento destas entidades irá permitir “perceber quais os termos em que estão a funcionar e que intervenções imediatas é que devem ser executadas”.
Diogo Mateus lembrou ainda que a responsabilidade destas associações recai primeiro sobre quem as dirige, advertindo que até podem estar legais. “Em Portugal o licenciamento é para toda a vida, o que não faz muito sentido, no pressuposto que o conjunto de exigências ao longo dos anos vai sendo aumentado”, assim como as “expectativas de segurança em espaços que acolhem público”.

Fonte: In JL

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncio

Anuncio
Copyright © fozaominuto