5 de janeiro de 2018

Ministro do ambiente solicitou relatórios diários da situação a sul do 5.º molhe



AMBIENTE


Tal como a Foz ao Minuto divulgou esta manhã, o Ministro do Ambiente visitou a freguesia de São Pedro, e posteriormente, reuniu-se com os autarcas locais, para encontrarem uma solução para o problema de erosão dunar a sul do 5.º molhe.




O agravamento das condições climatéricas e a agitação marítima levaram o Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde, a solicitar a atenção do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, com carácter de urgência, na noite desta quinta feira, dia 4 de Janeiro de 2018. Pelas 8h00 desta sexta feira, os dois governantes visitaram, acompanhados pelo presidente da Junta de Freguesia de São Pedro, António Salgueiro, e ainda de técnicos da Associação Portuguesa do Ambiente (APA) e do Comandante do Serviço Municipal da Protecção Civil, a zona do 5.º molhe, que concentra as maiores preocupações.

Perante o avanço do mar sobre a duna, em direcção à localidade da Cova, na freguesia de S. Pedro, e depois de tentativas da Autarquia para minimizar a erosão desta linha de costa terem sido penalizadas pelas autoridades com a tutela daquela parcela de domínio marítimo, o Presidente da Câmara quis reforçar, junto do Governo, a defesa dos interesses do Município e da população. João Ataíde deu a conhecer ao Ministro, in loco, a situação de perigo iminente, numa visita que resultou na decisão do governante em colocar uma equipa de técnicos da APA no local a acompanhar a situação durante os próximos dias. 

Matos Fernandes solicitou relatórios diários e deu ainda instruções para serem realizadas todas as diligências necessárias para estarem a postos, em caso de agravamento da situação, as quantidades suficientes de pedra e areia para travar a invasão da duna pelo mar, monitorizando assim a situação.


Paralelamente, o Ministro decidiu instruir o Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH) para desencadear o processo para uma intervenção mais ampla, planeada e participada, com vista a uma solução do problema do 5.º molhe. Deste processo farão parte a Autarquia da Figueira da Foz, o Porto da Figueira da Foz e a APA, sendo intenção do Ministro que se encontre, para assumir a liderança, «um especialista com provas dadas em situações semelhantes».      


Segundo a Foz ao Minuto conseguiu apurar, a curto prazo a solução poderá passar por a colocação de pedras na zona mais problemática, para reforçar a duna. Porém a longo prazo, Município, Junta e Governo estão a fazer esforços para uma solução  que passará por um projecto que defenda toda a zona dunar.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Anuncio

Anuncio
Copyright © fozaominuto