Anuncio

Anuncio

4 de dezembro de 2017

“No Húmus” de Rui Miguel Fragas, apresentado na Biblioteca Municipal da Figueira da Foz



CULTURA

Depois de, em Julho deste ano, ter apresentado o livro de contos “A Última Rodada” na Biblioteca Municipal da Figueira da Foz,  Rui Miguel Fragas (pseudónimo de Rui Freitas), voltou, no último sábado, 2 de Dezembro de 2017, ao mesmo local para, com sala repleta, dar a conhecer «No Húmus», a sua primeira obra lançada em edição de autor. «Esta é uma não-apresentação, porque gostava que fizessem do livro uma leitura não intermediada», explicou, na abertura da sessão.


«No Húmus» vê a luz do dia no ano em que se completam 100 anos sobre a publicação de «Húmus», de Raul Brandão, e 50 sobre o longo poema«Húmus Poema Contínuo», em jeito de homenagem e re-leitura do original, de Herberto Helder. 

«A ideia para este livro surgiu aquando de uma conversa na aldeia de Barrocas, em que se falou de Raúl Brandão e de «Húmus», e também do poema-montagem de Herberto Helder, e persistiu em mim mesmo quando tentei desistir», confidenciou aos presentes. Apesar das dúvidas perante um desafio imponente, corroboradas por alguns amigos, e com a vontade crescente de o aceitar, incentivada por outros, Rui sentiu-se impelido a avançar e acabou por atirar-se, de forma quase obsessiva, à leitura e estudo da obra-prima de Raul Brandão. 

Depois, veio o tempo da escrita, em liberdade assumida e distanciadora do autor e da obra centenária, cujo resultado pôde ser antecipado à leitura, na Biblioteca Municipal, pela voz da actriz figueirense Ana Madureira, que deu vida a poemas seleccionados de entre as duas dezenas que compõem «No Húmus».

O evento literário terminou com uma conversa informal entre Rui Miguel Fragas e os seus leitores, seguindo-se a habitual sessão de autógrafos.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto