Receba novidades da Foz ao Minuto no seu Email

5 de novembro de 2017

Polícia Marítima apreende mais de 7 toneladas de pescado com destino à Figueira da Foz no porto de Sesimbra


APREENSÃO

O Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal efectuou, durante o passado dia 3 de Novembro, duas grandes apreensões de pescado, ambas dentro do porto de Sesimbra.


A primeira apreensão ocorreu pelas 10h30 no seguimento de uma fiscalização de rotina a uma embarcação da pesca do cerco acabada de atracar no porto de Sesimbra. Durante esta ação, os agentes da Polícia Marítima verificaram a existência a bordo de excesso de  biqueirão ultrapassando em mais de uma tonelada e meia o limite máximo permitido por lei que é cerca de 3.500 Kg (165 cabazes). 
A segunda apreensão ocorreu cerca das 19h00, no seguimento da interpolação seguida de verificação de um camião de uma empresa de congelados que se encontrava a carregar pescado no porto de Sesimbra. Os elementos desta empresa que operavam o camião reportaram aos agentes que transportavam 5,340 Kg de biqueirão e apresentaram documentação obtida na lota que atestava este valor. Os elementos da Polícia Marítima no local tiveram de imediato dúvidas sobre este valor e ordenaram que o camião fosse descarregado para verificação e contagem exacta do pescado existente.  
Verificou-se que, no total, estavam carregados 10.980 Kg, de biqueirão, excedendo assim em 5.640 kg o pescado declarado.  
Em ambas as acções de fiscalização o pescado ilegal foi apreendido, tendo as cerca de sete toneladas sido vendidas na lota de Sesimbra, revertendo o produto da venda, superior a € 11.000,00 (onze mil euros) para os cofres do Estado.
Foi ainda possível apurar que a maioria deste pescado teria como destino a Figueira da Foz, onde um comprador estrangeiro o receberia e faria sair do país. Segundo avança fonte da Autoridade Marítima Nacional.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto