11 de outubro de 2017

«Sinais da Cultura Portuguesa no Oriente» para conhecer no 47.º Caderno Municipal da Figueira da Foz


CULTURA

A Biblioteca Municipal Pedro Fernandes Tomás acolheu, no sábado, dia 7 de Outubro de 2017, a apresentação do 47.º Caderno Municipal da Figueira da Foz. António Augusto Menano assina, pela terceira vez, o texto que dá corpo à edição, desta feita sobre «Sinais da Cultura Portuguesa no Oriente», numa obra que reúne crónicas de viagem dadas à estampa, ao longo dos últimos anos, em diversas publicações, portuguesas e estrangeiras, da Revista Macau ao suplemento «das Artes das Letras» do Primeiro de Janeiro, passando pelos semanários A Voz da Figueira, A Linha do Oeste, Região Bairradina e O Figueirense.

Escritor, cronista, pintor, crítico de arte, António Augusto Menano - que assina também o óleo «Homenagem a Copérnico», cuja reprodução ilustra a capa deste «Sinais da Cultura Portuguesa no Oriente» -, foi apresentado pelo Vereador da Cultura, António Tavares, que agradeceu mais esta colaboração do  autor.

A seleção dos textos deveria ser alvo da análise crítica de António Pedro Pita, mas um imprevisto impediu o catedrático de estar presente na sessão. O antigo  director regional de Cultura do Centro enviou, no entanto, uma dissertação sobre a obra de António Augusto Menano, que foi partilhada durante o lançamento deste «Sinais da Cultura Portuguesa no Oriente».

A finalizar a cerimónia, coube ao autor agradecer ao Município a «abertura de portas à publicação de mais este trabalho», que definiu como «um livro de viagens, mas na aceção da procura do sentido da vida», um desafio que, garantiu, tem levado a cabo com «alegria, privilegiando a descoberta e o encontro», assumindo cada paragem como, simultaneamente, «transição e percurso». À escolha das crónicas presidiu, explicou, o critério da presença portuguesa por terras do Oriente, com vislumbres que vão dos nomes de família, como Pereira, a receitas de enchidos ou palavras e expressões de origem claramente lusitana.
O autor aproveitou a oportunidade para anunciar que, até ao final do ano, será publicado um novo trabalho seu, desta feita com contos e narrativas. O Caderno Municipal n.º 47, oferecido aos presentes por ocasião do lançamento, está agora disponível ao balcão da da Biblioteca e Museu municipais.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Copyright © fozaominuto