OE2018: “Os Verdes” propõem contribuição extraordinária sobre lucros das celuloses



ECONOMIA

O Partido Ecologista "Os Verdes" vai propor, em sede de discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), uma contribuição extraordinária sobre os lucros das indústrias da celulose, decidiu hoje o seu Conselho Nacional, em Lisboa.

Segundo avança a Sapo24, na sua edição online de hoje. Esta iniciativa «visa a criação de uma contribuição extraordinária sobre os lucros do sector das celuloses, tal como existe no sector energético, que reverterá para a plantação de espécies autóctones e de folhosas", afirmou fonte ecologista.

«A reunião dirigente máxima entre Convenções Nacionais do PEV também se debruçou sobre os resultados das eleições autárquicas, em que concorreu juntamente com o PCP na Coligação Democrática Unitária (CDU), deliberando que o desfecho ficou aquém do esperado, e analisou a proposta de OE2018, julgando que a mesma "vem dar sequência às linhas de orientação" começadas em 2016».
O PEV defende, entre outras medidas, "a necessidade e urgência de se promover uma floresta diversificada que incorpore espécies de folhosas e de crescimento lento" e "apoios para compensar a não existência de rendimentos durante alguns anos para a criação da floresta de carvalhos, castanheiros e outras folhosas".

Publicar um comentário

0 Comentários