7 de outubro de 2017

ECOXXI: Pombal subiu uma posição e é hoje o 5.º Município mais amigos do ambiente



POMBAL

Com uma classificação de 79,3% o Município de Pombal foi distinguido com o galardão ECOXXI 2017 (certificado, medalha e bandeira), tendo ficado em 5.º lugar entre os 53 Municípios concorrentes, subindo assim uma posição no ranking face ao ano de 2016. Pombal é hoje um dos melhores Municípios portugueses em termos de sustentabilidade.
Uma distinção que, segundo o Presidente da Câmara, Diogo Mateus, “reconhece o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Executivo, no sentido de promover as boas práticas de sustentabilidade”.
Diogo Mateus realça ainda o aumento da consciência ambiental dos pombalenses que se tem verificado na adesão às políticas ambientais implementadas pelo Município, políticas essas que tem permitido a conquista de vários galardões e prémios ao longo dos anos.
Pombal, a par de Loulé, Alfandega da Fé, Amadora, Torres Vedras, Santo Tirso e Guimarães, são os Municípios que mais se destacam no indicador da “Promoção da Educação Ambiental por iniciativa do Município”, com uma pontuação acima das 95%.
Refira-se ainda que no ano de 2017, o índice médio ECOXXI obtido pelos 53 Municípios participantes foi de 62%.
Os galardões foram atribuídos na última semana, durante uma cerimónia que decorreu em Mafra. Na ocasião, o Município de Pombal aderiu à “Rota pela Floresta”, uma acção catalisadora de sinergias entre as escolas e as suas respectivas autarquias com o principal objectivo de agir pela protecção dos ecossistemas existentes no município, com particular enfoque na floresta.
Ainda na área ambiental, o Município tem curso o Programa Eco-Escolas, que este ano voltou a distinguir 19 escolas.
O Eco XXI é um Programa de educação para a sustentabilidade, implementado em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa desde 2005, e tem como objectivo a identificação e o reconhecimento de boas práticas de sustentabilidade valorizando, entre outros aspectos, a educação no sentido da sustentabilidade e a qualidade ambiental.
Composto por 21 indicadores de sustentabilidade local, este Programa pretende avaliar a prestação dos municípios, reconhecendo como eco-municípios os que demonstram a implementação de boas práticas, politicas e acções em torno de alguns temas considerados chave: Educação Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável; Sociedade Civil; Instituições; Conservação da Natureza; Ar; Água; Energia; Resíduos; Mobilidade; Ruído; Agricultura; Turismo e Ordenamento do Território.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Copyright © fozaominuto