Anuncio

Anuncio

24 de setembro de 2017

Nacional de Juvenis: Guardião do Pombal segurou igualdade com mãos de ferro diante da Naval 1.º de Maio

Fotografia de Ana Costa (A.Naval 1.º de Maio- Futebol Nacional)


DESPORTO
Rogério Neves

Naval e Pombal não foram além da igualdade sem golos em encontro da 5.ª jornada do nacional de juvenis que teve como palco o sintético da Figueira da Foz.

Um resultado que para os figueirenses terá um travo amargo de derrota na medida em que foram a equipa que praticamente (raras foram as excepções) controlaram o encontro, jogaram mais perto da baliza adversária, mais oportunidades criaram.

Todavia, escreva-se que uma partida de futebol muitas vezes decide-se por detalhes e esta que opôs figueirenses e leões do Arunca os detalhes que acabam por justificar o nulo final foram bem evidentes.

Face ao posicionamento do Pombal na tabela (ainda não tinha conquistado qualquer ponto) a turma da casa lançou-se deliberadamente no ataque na convicção de que seria fácil chegar ao golo. Enganaram-se. Os forasteiros mesmo sem causarem grande mossa na defensiva local tiveram pelo seu lado uma defesa coesa e organizada onde o protagonista foi o guardião Gonçalo que foi simplesmente intransponível. 

Quem tanto desperdiça não pode ambicionar a ganhar A Naval reentrou novamente na partida a controlar as operações e aos 47 minutos de baliza aberta Ricas atirou ao poste. A turma de Pombal reorganizou-se subiu o bloco e apareceu a discutir o jogo com os navalistas, fazendo pressão nas unidades de transição o que obrigou os figueirenses a desperdiçarem muitos passes.

Os visitantes acreditaram que poderiam levar algo mais que o empate e numa das poucas jogadas em que se acercaram da baliza figueirense (minuto 62) na sequência de um pontapé de canto viram o ferro (poste) da baliza navalista negar-lhe o golo.

No cômputo geral a Naval foi a equipa mais esclarecida, que mais perto esteve do golo, porém, há que referir que a sua eficácia ofensiva deixou muito a desejar, no entanto diga-se em abono da verdade se houve mérito da Naval a atacar e a procurar o golo, refira-se que houve bastante mérito do Pombal a defender e a evita-lo e quando assim é a igualdade acaba por ser justificada.



Ficha Técnica

Naval-Sp.Pombal 0-0

Campo de Treinos do Estádio Municipal José Bento Pessoa
Espectadores: 70
Árbitro: João Pinho (AF Porto)
Auxiliares: Rafael Saudade e Luís Rocha


Naval

Ventura
João Ferreira
Amaro
Tomas Santos
Ricas
Fortunato “C”
Costa
Forte
Cantante (56)
Nóbrega
Mota
Treinador: Mário Couceiro
Suplentes
Feitor
Nuno Fernandes
Zé Miguel
Rafael
Simão
Tomás Costa (56)



Sp. Pombal

Gonçalo
David
João Pedro
Rodrigo
Leonardo
Cris (72)
Gabi
Pedro Lopes “C”
Alexandre (55)
Maia
Micael (26)
Treinador: Ricardo Pateiro
Suplentes
Rui Pedro
Duarte
Tomás (72)
João Silva
Diogo Godinho
Bryan (26)
Edgar (55)


Disciplina: Nada a assinalar

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto