Anuncio

Anuncio

18 de setembro de 2017

Crónica de Tiago Ferreira: A segunda metade de legislatura


Crónica de Tiago Ferreira: A segunda metade da legislatura




            Dado que, a atual legislatura se encontra a meio vale a pena fazer uma reflexão sobre o que vai ser o futuro político do país.

1- A atual solução governativa vai durar até ao final da legislatura, e verdade seja dita, não existia outra alternativa que não esta. Na minha opinião, tanto Bloco de Esquerda como o Partido Comunista, viabilizaram o Orçamento de 2018. 

À semelhança dos anteriores documentos orçamentais, terão que engolir “alguns sapos”, mas tudo vale para evitar o regresso da direita ao poder. Até ao final da legislatura, os parceiros do Partido Socialista, irão fazer tudo para passarem a ideia que a devolução de rendimentos apenas se deveu porque eles fizeram parte da solução governativa. 

O Bloco de Esquerda, comparativamente com o Partido Comunista, almeja fazer parte de um Governo. O principal problema do Bloco, apesar de possuir um bom grupo parlamentar, é o de não possuir qualquer tipo de poder a nível autárquico (não possui qualquer tipo de Câmara Municipal e não possui vereadores nas duas principais autarquias do país) ou sindical. Essa poderá ser a grande desvantagem face aos comunistas que conseguem obter uma maior capacidade influenciar a governação de António Costa.


2- O PSD, precisa urgentemente de mudar de discurso, de dirigentes sob pena de ficar na oposição durante oito anos. Passos Coelho é um líder esgotado, com um discurso que não cativa o eleitorado. As eleições de 1 de outubro, vão representar para o PSD uma enorme derrota, pode até ganhar a Câmara de Sintra, mas vai ter uma derrota monumental no Porto e em Lisboa. 

Hugo Soares, foi um erro de casting e utiliza um discurso que não se coaduna em nada com a matriz histórica do PSD. Por outro lado o CDS, comportasse como um verdadeiro partido da oposição. Podemos ou não gostar do estilo de Assunção Cristas, mas a verdade é já ninguém se lembra de Paulo Portas. Se obter um resultado superior a 10% em Lisboa, Cristas arruma de uma vez por todas com as pretensões de Nuno Melo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto