Anuncio

Anuncio

4 de agosto de 2017

Dois homens foram detidos pela PJ suspeitos de explodir caixas de multibanco na Figueira da Foz, Coimbra, Condeixa e Alvaiázere



DETIDOS


Foram detidos dois homens que faziam parte de um grupo organizado que se dedicava ao furto de dinheiro em caixas multibanco, com recurso a arrombamento com utilização de explosivos, tendo ainda sido identificado e constituído arguido um terceiro.

A Polícia Judiciária, através da Directoria do Centro, no âmbito de um inquérito titulado pelo DIAP de Coimbra, deteve dois homens, presumíveis autores de várias explosões em caixas multibanco, ocorridas entre Agosto e Outubro de 2016 nas localidades de Coimbra, Condeixa-a- Nova, Alvaiázere e Maiorca, Figueira da Foz, tendo ainda sido identificado e constituído arguido um terceiro, que fazia parte do mesmo grupo criminoso.

«Na madrugada da passada quarta feira, tendo em vista o completo desmantelamento do referido grupo criminoso, foi levada a cabo uma operação policial na zona de Coimbra, que permitiu reforçar os elementos probatórios já existentes, nomeadamente apreender peças de vestuário, calçado e telemóveis, bem como proceder à detenção de dois dos elementos do grupo que, interrogados judicialmente, ficaram sujeitos à medida de coação de apresentações bissemanais.

Os três suspeitos têm idades compreendidas entre os 20 e os 35 anos, sendo que o que foi apenas constituído arguido se encontra presentemente em situação de prisão domiciliária pela prática de crimes contra a propriedade». Segundo fonte da Polícia Judiciária.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto