1 de julho de 2017

Praia do Forte sem risco para a saúde



FORTE


O Município da Figueira da Foz, na qualidade de requerente da identificação da água balnear da Praia do Forte, declarou em comunicado que "conhece algumas das causas da poluição responsáveis pela classificação “má” desta água balnear (com base numa avaliação do percentil 95 – anexo III DL 135/2009), e que impossibilitaram a obtenção da classificação “aceitável”.
O Município encontra-se neste momento a dar cumprimento a um programa de monitorização da qualidade da água da praia do Forte, para posterior avaliação e definição de medidas de gestão concretas e adequadas que incidam sobre as causas de poluição, de forma a melhorar a qualidade dessa água. 


PROGRAMA DE MONITORIZAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DA PRAIA DO FORTE


Sem comentários:

Enviar um comentário

Copyright © fozaominuto