Anuncio

Anuncio

13 de junho de 2017

Tentúgal voltou a mostrar qualidade dos vinhos




Os vinhos da freguesia de Tentúgal foram postos à prova, este domingo, na 10ª edição do Concurso de Vinhos da Região de Tentúgal.

O vinho apresentado por Vitor Manuel Martinho Santos foi considerado o melhor do ano, conquistando o ouro nos tintos. Nos brancos, o nectar produzido por 3 amigos (Marco Matias, Varela Espírito Santo e Miguel Oliveira), em 3 vinhas e com 3 castas, denominado 3 ao cubo, arrecadou o ouro. Novidade nesta edição, a melhor vinha foi para Miguel Oliveira, da Portela.
Esta edição do concurso de vinhos organizada pela Comissão Vitivinícola da Freguesia de Tentúgal contou com um painel de 6 enólogos credenciados que avaliaram, com isenção, os cerca de 50 vinhos em competição.
Realizado na Quinta do Mourão que cedeu as instalações graciosamente, o concurso que, para além de apurar os melhores vinhos, pretendeu dar a conhecer os vinhos produzidos na região e contribuir para um aumento da qualidade dos produtos vinícolas começou com uma palestra sobre a vinha que juntou mais de 120 pessoas. “Algumas das quais de fora da freguesia”, facto que deixou a organização satisfeita, demonstrando que “a região está a conquistar mais reconhecimento na área e que temos vindo a desenvolver um bom trabalho”, salientou Marco Matias.
Emílio Torrão fez questão de estar presente no evento que continua "de ano para ano, a elevar a qualidade não apenas ao nível da organização, muito bem estruturada, mas também no que aos vinhos diz respeito”. “É muito importante para o concelho explorar uma área que não é tradicional mas que se está a desenvolver fortemente”. Emílio Torrão acredita mesmo que “daqui a uns anos estes produtores vão fazer figura no meio vinícola”.

Press Release

Sem comentários:

Enviar um comentário

Direitos de autor

Todo o conteúdo deste site encontra-se protegido por direitos de autor. Não é autorizada a cópia permanente, no todo ou parte, e por qualquer forma, do conteúdo deste site, nem a colocação de links para este site em outros sites, sem o consentimento prévio escrito da Foz ao Minuto.

O utilizador não está autorizado a transmitir, distribuir, publicar, modificar, vender ou utilizar por qualquer forma a informação, incluindo imagens, contida neste site.

A prática de plágio é considerada crime, segundo a lei portuguesa.

A Foz ao Minuto encontra-se registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) com o número de registo 126961, e encontra-se apta para as suas funções.


Copyright © fozaominuto